Pura Loucura

 Pura Loucura (Composição: Ariel)

 

 

(Verso 1:Ariel)

É yo  vamos lá homem

sempre assim quem pode mais chora menos ó voz do lok no veneno mesmo

Por isso sou o cara você se borra trouxa seu porra só em ouvir meu nome imagine o sobrenome (grito:Souza)

Envergo mais não quebro tropeço mais não escorrego é o principio o fim começo e o novo final

quem pode mais chora menos sou a revolução a evolução total do puro veneno com certeza rimas sem termos sou um cara diferente sou mal mas não ando com tridente sou foda seu cuzão conduzo sua mente sou desregrado eu sou folgado por isso que sou mal falado foda - se que fala de mim no fundo é pior que eu otário c.d.l. cagueta do caralho a vaca lambeu o seu cabelo eu não sei o que eu falo você diz você também não sabe nós somos iguais mas também não irmãos então presta atenção seu puto você sempre é o mocinho e eu sou o vilão você quer ser ator e eu quero ser rapper e não a toa fiz até um álbum vencendo no rap as pessoas adoram atrapalhar meu caminho quando em alguma coisa consigo meu amigo se você é mais um se afaste por que a verdade arde que nem minhas letras malucas mas complexas mas com destino retas na sua mente mano talvez elas cai no seu consciência por engano por isso que eu deixo Putas com tesão com uma loucura doida ejaculação querendo chupar meu cacetão e dos meus parceiros cada um com uma vagabunda na mão Stripper de preferência jão

 

 

REFRÃO

Quem pode mais chora menos escute puta estou num grande veneno porra estou num barco sem remo otário por que está tremulo

Quem pode mais chora menos escute ao mesmo tempo o sou barco a vela e a porra do remo e agora brincadeira é nossa o nosso grupo pega pesado nós acabamos com pó da rabiola a Lena é puta e cheira a fossa nossa como subiu um cheiro de bosta

 

 

 

(Verso 2:Ariel)

Uau basicamente eu sou cara que destroça o som atual sabe  foda se já passei por tudo que tinha passar e agüentar eu sou de todos os manos o mais sinistro por que eu sou o único que fala isso na cara de qualquer Zé povinho até agora só eu e meus amigos tiveram coragem sabe  

Por que só tem louco de verdade nesse grupo de jovem Rappers de Guarujá que ta chegando pra revolucionar ARIEL,ERIK,DANILO E GABRIEL chega chegando os Zé pólvora amarelando mano os gays da Bertioga peidando que nem loco nós no movimento lógico não somos bobo e nem trouxa retardados calam a boca somos desregrados pra caralho nunca tente ser uma pedra em nosso sapato puto desgraçado manjamos nas rimas adoidado por isso ande do nosso lado por é nós que mandamos no Freestyle hummm desço a favela louco na viela Zé povinho ficam em choque quando vejam minha 12 sentinela essa porra e 12 janela coloca esses gays de quatro e eles amarela engatilho e mando pro inferno mesmo mano que te empurro o cano sem nenhuma preocupação ou receio eu sou foda nego preto sou branco mas sou do gueto sou assassino fora de serie sou tão maluco que faço que você congele sou tão forte que nem o Hercules quem sabe né seu mané quem sabe mané

A minha musica é um verdadeiro concerto onde nós brancos somos verdadeiros negros e vice e versa sem que isso pode parecer maluquice mais ó enxerga nós fazemos loucura demais que não sabemos o que fazemos não remamos contra o vento 

 

 

 

REFRÃO

Quem pode mais chora menos escute puta estou num grande veneno porra estou num barco sem remo otária por que está tremula

Quem pode mais chora menos escute ao mesmo tempo o sou barco a vela e a porra do remo e agora brincadeira é nossa o nosso grupo pega pesado mesmo nós acabamos com pó da rabiola a Lena é puta e cheira a fossa nossa como subiu um cheiro de bosta

 

 

 

(Verso 3: Ariel)

Loucura é ver putas lambendo a cabeça da sua rola enquanto você chupa a buceta de outra vagabunda nós até parecemos cafetões com tantas vadias com dor gritando por mais tratamos com carinho 24 por 48 eu sou um bandido afoito não dou boi pra vaquinhas mais certas são minhas prediletas estou falando de gostos e de preferências e não se elas putas desgraçadas e intereseras  que não vale um real que num levanta nem teu pau e ainda não vi nem puta levantar a minha rola igual a Pri... ople isso não pode falar esse nome se não vão querer processar foda se pode ir lá na tua vagina eu vou enfiar e eu não tenho medo da conseqüência por que nada melhor do que a consciência limpa vadia morre de raiva na sua bunda não vai ser borracha só vai ser só tapada na rachada mas só em você não na viúva puta da sua mãe aquela cretina continua falando de mim todos os dias qualquer dia eu vou lá dou um soco na cara dessa mulher e derrubo ela da cadeira pra ela largar de ser besta e parar de falar besteira essa jumenta chupeteira louca ta doida pra dá a buceta pra mim vai dar pra quem tem nada a fazer eu não me submeteria tu acha que eu me masturbaria por uma ânsia vagabunda? Nunca quero ter comer por que você é uma velha que não agüenta nenhuma rolada acha que é preparada louca por dinheiro nem seu corpo me dá prazer nem tesão se aposenta vagabunda relaxa e goza então segura vadia no meu cacetão olha só a porra do refrão

 

 

 

  REFRÃO

Quem pode mais chora menos escute puta estou num grande veneno porra estou num barco sem remo otária por que está tremula

Quem pode mais chora menos escute ao mesmo tempo o sou barco a vela e a porra do remo e agora brincadeira é nossa o nosso grupo pega pesado mesmo nós acabamos com pó da rabiola a Lena é puta e cheira a fossa nossa como subiu um cheiro de bosta